Atividades no AE dos Templários
abril 2021 - Atividades no AE dos Templários

Partilhamos a notícia que nos chegou através da Dra. Margarida Rente (coordenadora do PNC a nível de escola no AE dos Templários – Tomar)

 

«Plano Nacional de Cinema (PNC) “De Parabéns”

 

O Plano Nacional de Cinema do Agrupamento de Escolas Templários (PNC-AET) em franca atividade

 

O novo site do Plano Nacional de Cinema foi oficialmente lançado no dia 29 de abril e veio trazer uma nova dinâmica ao trabalho realizado nas escolas. Um serviço público de qualidade que disponibiliza imensos recursos ao serviço de todos, com especial destaque para a plataforma de filmes e a Coleção de Dossiês Pedagógicos. Enfim, um grande passo em prol do Cinema, enquanto ferramenta educativa e artística. Para quem está no terreno, as comunidades educativas, o nosso muito obrigado!

 templariosDocentes do Agrupamento de Escolas Templários já dinamizaram várias sessões através da requisição feita na plataforma online. Para trabalho pedagógico a desenvolver com os alunos, foram requisitados e visualizados 7 filmes: “Cartas a Uma Ditadura”, “As Armas e o Povo”, “Os Verdes Anos”, “Os dez anõezinhos da tia Verde Água”, “A Noite”, “Água Mole” e “Com Quase Nada”. Um agradecimento especial aos docentes por, prontamente, aderirem ao Cinema como uma mais-valia para o enriquecimento das suas aulas e das aprendizagens dos alunos tendo em conta o seu perfil à saída da escolaridade obrigatória.

 

O Plano Nacional de Cinema do Agrupamento de Escolas Templários (PNC-AET) comemorou o 25 de abril

 

A equipa do PNC-AET, em articulação com a disciplina de História e a Biblioteca Escolar, assinalou o 25 de abril com o visionamento de dois filmes para alunos do 9º ano: “Cartas a uma Ditadura” - um filme “(…)sobre mentalidades, sobre a condição feminina e sobre as tarefas que estavam reservadas às mulheres num tempo de ditadura.” e “As Armas e o Povo” - um documentário que “aborda o período que vai do 25 de Abril ao 1º de Maio de 1974, ilustrando a ação militar e a movimentação de rua, tendentes ao desmantelamento do aparelho social e político do fascismo.”

Através do Cinema foi possível estimular nos alunos o gosto pela investigação e aprendizagem, indo ao encontro das competências essenciais da disciplina de História.

Compreenderam, por um lado, o contexto histórico português no tempo do Estado Novo, período da ditadura salazarista e, por outro, o Portugal democrático contemporâneo e o significado dos primeiros dias de liberdade num país que vivera 48 anos sob ditadura que usara a violência e a repressão para silenciar os seus opositores.»

 

Obrigada aos alunos e professores do AE dos Templários!

PNC/DGE – 11.05.2021